Skip to content

Como fiquei com medo do Chucky

12/10/2009

Continuando a série de posts especiais sobre o dia das crianças, agora vou contar uma história que normalmente arranca risos de quem ouve, ela é real, mas não se preocupe, se você não rir ela é mesmo bem mais engraçada quando você me ouve contando.

COMO FIQUEI COM MEDO DO CHUCKY

Acho que todos conhecem o filme do Chucky o boneco assassino, e todos também conhecem o Corinthians, bem, pois os dois são elementos essenciais para a minha história, quando eu tinha uns 5 – 6 anos eu adorava ver TV, assistia qualquer coisa que estivesse passando, e um dos filmes que eu mais assistia era exatamente Chucky o boneco assassino.

Aí que entra o Corinthians (e o fato de eu não ter virado corinthiano) na história, convencido de que com um incentivo eu me tornaria corinthiano, meu pai resolveu me dar um boneco do corinthians, era um boneco do mesmo tamanho do Chucky e que quando você apertava a barriga ele cantava “Salve o Coriiiiiinthians, o campeão dos campeõõõões” e me fazia dormir com ele todos os dias, nas esperança de que eu me apegasse ao boneco e assim ao time. Com o tempo, mesmo com o meu pai insistindo, cada vez menos eu tinha vontade de brincar com aquele boneco e assim ele foi ficando de canto, o cabelo dele ficou duro e todo desarrumado e as pilhas foram acabando. Mesmo assim na hora de dormir o boneco ficava na minha cama (até então eu não o tinha associado ao filme).

E foi aí que a coisa desandou, uma bela noite, depois de assistir um filme (adivinhem qual……… isso mesmo Chucky o boneco assassino) eu fui dormir, me cobri e como eu costumo me mexer o boneco foi andando e foi parar no meu pé, no meio da noite eu chuto o boneco sem querer e ele começa no meio da escuridão a cantar o hino do Corinthians com aquela voz rouca e lenta (já que as pilhas estavam fracas) – “SSSAAALLLLVVEEEE OOO CCCOOORRRIIINNNNTTTTHHHHIIIIAAAANNNSSSS” eu acordo assustado com aquela voz rouca levanto e me deparo com aquele boneco nos meus pés, não teve como não confundir com o filme,


saí correndo gritando “MÃE O CHUCKY QUER ME MATAR”. E é assim pessoal que se traumatiza uma criança, por muito tempo eu não podia nem ver de longe ele e essa é uma das razões també pela qual não me tornei corinthiano.

O boneco não era o do Ronaldo como está nas fotos, mas não tive coragem de procurar achei nenhuma foto do boneco que eu tinha, e não, não tenho mais medo do Chucky (apesar de ainda não gostar muito do filme)

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 10/11/2009 09:06

    É esse mesmo Wellington !

    Quem tiver um desses (funcionando), deixe ele com a pilha bem fraca e aperte a barriga (a noite, no escuro e ao lado de uma criança). KKKK.

    E se possível, se alguém tiver o tal boneco, mande pra mim, sempre tive vontade de amarrar ele num poste e bater até ele desaparecer. KKKKKK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: